top of page
  • Foto do escritorBMP Arquitetura

Cadeiras que podem dizer muito sobre o seu ambiente

Algumas cadeiras são clássicas na arquitetura e no design e sobressaem devido à sua adaptabilidade em diversos ambientes, funcionalidade, conforto e impacto que geram no usuário.


Tais cadeiras tornaram-se icônicas pois vão além das tendências e carregam muito mais conteúdo do que concepções transitórias de modismo. Além de se mostrarem obras de arte, esses mobiliários revolucionaram e ainda inspiram o design de interiores e o mercado de mobiliário.


Saber um pouco sobre elas pode te ajudar a encontrar a cadeira perfeita para o seu ambiente, não apenas pensando na estética, mas também conhecendo seu estilo, história e entendendo o conceito que ela pode agregar ao local e mensagem que o espaço pretende passar aos seus usuários e visitantes.


Poltrona Eames lounge and Ottoman



Queridinha, sonho de consumo de qualquer um, essa poltrona, também conhecida como Charles Eames, foi lançada em 1956 pelo casal Charles e Ray Eames. Ela sobressai pelo conforto e design que se mantem moderno e popular até hoje.


Feita com madeira laminada colada moldada sob pressão e couro, ela foi além da tecnologia usada na época, levando anos de estudo para chegar na forma ideal. A título de curiosidade, sua relevância foi e ainda é tão grande para o design de mobiliário que ela pode ser encontrada no acervo permanente do Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA).


Cadeira Eames Eiffel


Também projetada pelo casal Charles e Ray Eames em 1948, esta cadeira é bastante atual na composição de ambientes. Sua superfície de assento é feita em acrílico e pode ser encontrada em várias cores.


Seu pé também pode variar o material que é mais comum em madeira e ferro, que deu o nome à cadeira pela "semelhança" à Torre Eiffel. Além da mudança de material, seu pé também pode ser alterado para a versão de cadeira de balanço.


Poltrona Paulistano


Criada para fazer parte do projeto do Ginásio do Clube Atlético Paulistano, essa poltrona foi criada pelo Arquiteto Paulo Mendes da Rocha em 1957.


Mesmo desenvolvida em condições precárias e a partir de testes caseiros, seu resultado foi um sucesso, tanto pela sua leveza da forma quanto pelo uso básico de materiais como o aço inox e couro que permite variações de tons. Atualmente, podemos encontrá-la em outros materiais como em lona, por exemplo.


Essas e outras características a levaram a vencer o Prêmio Pritzker de 2006 e fazer parte do acervo do Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA).


Shell Chair

Um dos ícones escandinavos, a cadeira Concha foi criada pelo designer dinamarquês Hans J. Wegner em 1963, ao acreditar que uma poltrona deveria ser bonita de todos os seus lados.


Dessa forma, a Shell Chair trata todos os ângulos do mobiliário através de curvas desenhadas na madeira, gerando superfícies que abrigam o couro responsável pela atribuição do conforto ao mobiliário.


Cadeira de Balanço

Criada em 1977, pelo grande arquiteto Oscar Niemeyer, a cadeira de balanço assim como seus projetos, tira partido das curvas, linha livre e sensual, segundo ele.


Assim como a Poltrona Eames lounge, essa cadeira usa a madeira prensada como material ideal para desenhar as curvas e é finalizada com trama de palhinha na superfície de assento e rolinho de couro para apoio da cabeça.


Poltrona Wassily

Fruto do trabalho de Marcel Breuer na Escola Bauhaus de Arquitetura , enquanto ainda era professor, essa poltrona teve com inspiração uma bicicleta. Criada em 1927, ela combina o aço inox com tiras de couro para o desenho da cadeira.


Cadeira Butterfly

Tirando partido dos materiais aço inox e couro a cadeira Butterfly foi criada em 1938, por Antoni Bonet, Juan Kurchan e Jorge Ferrari-Hardoy. Também conhecida como Hardoy Chair ou BKF, a cadeira representa conforto e modernidade mesmo nos dias de hoje. Ela é uma das peças do acervo do Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA).


Poltrona Barcelona

A poltrona foi criada pelo Arquiteto Mies van der Rohe em 1929 para ser apresentada no pavilhão alemão da Feira Internacional de Barcelona, local que deu nome à ela.


Sua versão original, não muito confortável foi redesenhada e resultou em um modelo inclusive mais bonito. Seus materiais padrão são o aço inox para os pés e couro para o estofado.


LC2 Petit Modèle


Projetada por Le Corbusier, um arquiteto bem a frente de seu tempo, a LC2 Petit Modèle, é uma poltrona em forma de cubo, com estofado em couro, preso por uma estrutura em aço tubular. Ela se tornou um ícone do mobiliário devido a sua configuração básica, inovadora e conforto. Também é encontrada no acervo do Museu de Arte Moderna de Nova York.

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page