top of page
  • Foto do escritorBMP Arquitetura

Montando um Home Cinema: como escolher a TV ideal para a sua Sala!

A ESCOLHA DE UM TELEVISOR PARA O SEU HOME CINEMA OU SALA DE TV É UMA TAREFA IMPORTANTE QUE ENVOLVE VÁRIAS CONSIDERAÇÕES. O tamanho do dispositivo e a resolução são dois dos principais fatores a serem considerados. No entanto, há outras características importantes que devem ser levadas em conta, como o tipo de retro iluminação, taxa de atualização, sistema operacional com maior compatibilidade aos aplicativos de streaming e sistema de som surround. Neste artigo, vamos discutir cada um desses fatores e fornecer uma tabela como referência para ajudá-lo a escolher o televisor certo para sua sala de entretenimento.




O TAMANHO DO TELEVISOR é uma das primeiras coisas a serem consideradas. É importante levar em conta o tamanho da sala e a distância em que será visto. Como regra geral, quanto maior o televisor, mais imersiva será a experiência de assistir. No entanto, se for muito grande para a sala, pode ser desconfortável e até mesmo causar cansaço visual.

Quanto ao tamanho ideal para cada sala, segue uma tabela como referência:



Lembrando que essa tabela é apenas uma referência geral, e é importante levar em conta as suas necessidades e preferências, bem como o orçamento, para fazer a escolha certa. Além disso, para ajudar a maximizar a qualidade da imagem, é recomendável evitar colocar a televisão em áreas com muita luz ou reflexo, e se possível, optar por uma tela antirreflexo.


A RESOLUÇÃO É A QUANTIDADE DE PIXEL (LARGURA X ALTURA p) NA TELA. Quanto maior, mais detalhes serão mostrados na imagem e maior a TV poderá ser mesmo estando perto do sofá, o padrão atual varia entre HD (1280 x 720 p), para televisores mais simples e antigos passando pelo FULL HD (1920 x 1080 p), que é o mais comum hoje em dia e o UHD/4K (3840 x 2160 p) para os melhores e mais modernos. Já existem também, TVs que suportam a resolução de 8K (7680 x 4320 p) porém ainda são pouco comuns e os preços são proibitivos, afastando esses produtos da maioria das casa brasileiras.


OUTRA CONSIDERAÇÃO IMPORTANTE É O TIPO DE RETRO ILUMINAÇÃO UTILIZADO. Existem dois tipos principais atualmente: LED e OLED. A Tv de LED é a mais comum e é geralmente mais barata. Ela fornece uma iluminação brilhante e consistente, mas pode causar desfoque de movimento em alguns casos. A retro iluminação OLED, por outro lado, é mais cara, mas oferece uma qualidade de imagem superior, com cores mais precisas e contraste mais alto. Outros fatores a serem considerados incluem a resolução, a taxa de atualização, a compatibilidade com dispositivos de streaming, som surround e compatibilidade com assistentes de voz.


A TAXA DE ATUALIZAÇÃO É MEDIDA EM HERTZ (Hz) E É A QUANTIDADE DE VEZES POR SEGUNDO EM QUE A TELA É ATUALIZADA. Nos televisores, a maior a taxa de atualização resulta em menos desfoque de movimento. Atualmente o mais comum para televisores é ainda 60Hz, porém já encontramos aparelhos mais modernos que chegam aos 240Hz e geram uma imagem mais fluída e nítida. A taxa de atualização maior é muito visada pelos “gamers” também, pois acabam gerando uma pequena vantagem competitiva em jogos, inclusive os multiplayers on-line.


SISTEMAS OPERACIONAIS MAIS MODERNOS OFERECEM MAIS OPÇÕES DE PERSONALIZAÇÃO. Os melhores e mais novos sistemas operacionais, oferecem mais aplicativos tanto de streaming quanto de jogos, entre eles NETFLIX, DISNEY+, AMAZON PRIME VIDEO E LUNA, HBO MAX, GLOBOPLAY, XBOX CLOUD GAMING e funções, inclusive a integração com assistentes virtuais como AMAZON ALEXA, GOOGLE HOME etc.





O SISTEMA DE SOM SURROUND GARANTE MAIS IMERSÃO AO FILME, SERIE OU JOGO QUE VOCÊ ESTA CURTINDO. Existem vários tipos de sistemas, os mais comuns são os de 5.1 canais que possuem 5 CAIXAS DE SOM espalhadas estrategicamente pela sua sala para gerar maior imersão e um SUBWOOFER, que é responsável pelos graves que são os principais responsáveis para que a sala "vibre" quando acontecem as cenas de ação em filmes, series ou jogos. Os demais sistemas como o 7.1, o 2.1 e o 2.0 são apenas variações com mais ou menos caixas de som e subwoofers espalhados pela sala. Alguns televisores e as famosas soundbars mais modernas possuem um sistema de áudio que emula a função do surround sem o uso de caixas de som físicas e conseguem atingir resultados bem satisfatórios.



Texto por: André Gazzinelli e Silva para BMP Arquitetura


(imagens coletadas da internet)

59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page