top of page
  • Foto do escritorBMP Arquitetura

Como fazer a iluminação artificial ideal para seu ambiente

Atualizado: 15 de abr. de 2020

A iluminação artificial é um importante artifício usado no projeto de arquitetura. Apesar de não parecer, a iluminação escolhida para um projeto pode tornar um ambiente muito mais interessante ou deixa-lo completamente desagradável. Então, o que devo fazer para acertar na iluminação do meu projeto?


Em primeiro lugar, eu devo levar em conta o ambiente no qual estou iluminando e quais os seus possíveis usos, atividades e público a frequentar o local. Saber essas informações, que parecem obvias, fazem total diferença para essa importante escolha. Assim, conseguimos definir o tipo de ambientação que queremos dar ao nosso espaço.


Outra definição necessária é o tipo de iluminação que devemos usar para conseguir os efeitos desejados, como por exemplo a iluminação direta, indireta, difusa, de efeito, pontual ou geral. Cada tipo de luz pode ser usada de forma exclusiva ou em combinação com outro de forma a valorizar o projeto e a deixar o espaço mais adequado aos usuários. Calcular a quantidade de luz necessária para o espaço especifico também é fundamental.


Com a pretensão clara a respeito do papel do nosso ambiente e o tipo de iluminação a ser adotado, podemos pensar nas luminárias a serem empregadas no nosso ambiente. As luminárias além de fonte de iluminação, também podem preencher o espaço e compor o visual e estética do ambiente, por isso é muito importante considerarmos suas dimensões, altura e corres existentes no mercado.


Por fim e muito importante, temos que escolher a lâmpada a ser usada em cada luminária, definindo suas cores branca, amarela ou neutra e suas intensidades compatíveis com a quantidade de luz calculada.

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page